Como uma política de home office foi a verdadeira responsável pela destruição dos Jedi!

Existem várias causas que contribuíram para o declínio precipitado da ordem Jedi, que culminou ao retorno dos Siths e ao estabelecimento do Império Galático. Talvez uma das razões mais subestimadas tenha sido a política liberal de trabalho home office que foi instituída em algum ponto durante os acontecimentos do Episódio II.

Aqui nós vemos o Conselho Jedi reunido no encontro mensal de alinhamento estratégico. Como qualquer organização com algum profissionalismo todo mundo se esforçou para levantar da cama logo cedo, encarar o tráfego de Coruscant, e aparecer para o trabalho.

Devido ao fato de reunião ser presencial existe um sentimento comum de que um pode contar com o outro, e também clara delimitação de quem é responsável por cada item discutido. Esse é o protocolo padrão de administração de uma empresa. Infelizmente, algum babaca do recursos humanos da Ordem Jedi leu artigos demais e achou que poderia aumentar o moral e a produtividade de todos aplicando uma política relaxante de trabalho remoto, vulgarmente conhecida como home office.

O Mestre Obi-Wan Kenobi é claramente foi o maior abusador desta política. Ele passou a maior parte do Episódio II trabalhando remotamente. Claro que ele estava investigando a tentativa de assassinato de Padmé, mas isso não explica toda a sua ausência.

Com o tempo os demais membros do Conselho Jedi começam a tirar vantagem desta política, fato que é visto no início do Episódio III. Todo mundo aguentou por meses o Obi-Wan usando fazendo isso, logo nada mais esperado do que todos os outros começarem a inventar sua própria desculpa para ficar em casa e participar das reuniões através de um holograma.

O senso de equipe começou a desaparecer enquanto todos participavam das reuniões de forma meio desconcentrada. Provavelmente deixavam a reunião no mute enquanto assistiam a corrida de Podracers ou outro programa mais interessante.

Até mesmo o Mestre Yoda se rendeu ao trabalho remoto – o que o deixou menos acessível aos gerentes mais baixos que formavam a espinha dorsal da Ordem Jedi. Com isso ele ficou cada vez mais distante do que realmente acontecia no dia-a-dia do templo. Aos poucos as reuniões se tornaram mais escassas, e todos achavam que os demais estavam cuidando de tudo e no final ninguém fazia nada.

Quando Anakin descobriu que o Chanceler Palpatine era o líder dos Siths, ele foi ao templo para deixar todos avisados sobre o desastre que viria pela frente. Porém não havia ninguém na sala de reunião. Anakin esperou na câmara do Conselho por horas, mas nenhum dos membros se quer deu as caras no holograma.

Depois de duas semanas estressantes indo diariamente ao templo aguardar qualquer sinal de vida dos mestres, ao mesmo tempo que fazia sua cabeça. Anakin acabou cedendo ao lado negro e descontando sua raiva em um grupo de younglings que brincavam na sala vazia.

Tudo por causa da política liberal de trabalho remoto!


Topo